Perna curta falsa x perna curta verdadeira

A diferença de comprimento dos membros inferiores é uma situação muito comum, porém seu correto diagnostico muitas vezes não acontece na mesma frequência. Essa desigualdade dos membros inferiores é um dos fatores de sobrecarga para a coluna, podendo causar prejuízos mecânicos e estéticos.

Portanto, é comum que a pessoa diagnosticada com perna curta sofra também com outros problemas como dores nas costas, nos ombros, no pescoço, nos joelhos e pés. E todos esses sintomas podem estar relacionados entre si, pois como uma das pernas é mais curta, o corpo terá que se adaptar a esta condição adotando posturas compensatórias incorretas que com o passar do tempo podem causar dores, inflamações e desgaste nas articulações.

A perna curta verdadeira é uma condição onde anatomicamente uma perna é mais curta que a outra e isso é comprovado através de exames de imagem (escanometria) e a medição dos membros inferiores através de pontos ósseos específicos.

A perna curta falsa é uma consequência de um desnivelamento em outra estrutura, na maioria das vezes do quadril ou coluna vertebral. Essa alteração postural, que pode ser ocasionada por um encurtamento muscular, uma escoliose, um aumento da tensão muscular na região das costas, desloca o quadril para cima dando a falsa impressão que o membro inferior desse lado é maior que o outro.

Dessa forma, o Pilates pode ser usado para auxiliar no realinhamento postural e redução de dores, pois o método proporciona fortalecimento, alongamento e equilíbrio corporal. É fundamental que o acompanhamento seja feito por um fisioterapeuta qualificado que adequará os exercícios de acordo com a necessidade do paciente, proporcionando melhor alinhamento da postura, reduzindo as tensões musculares e proporcionando maior flexibilidade.

Luana de Freitas Santos
Fisioterapeuta na Essenciale Pilates Fisioterapeutico – Goiânia CREFITO 14.0487 F
Pós graduada em Fisioterapia Dermatofuncional pelo CDCS-Goiânia
Especialista no Método Pilates pelo CDCS-Goiânia